sábado, 16 de abril de 2011

Christine – Stephen King

O carro assassino. Foi assim que Christine ficou conhecida. Peguei esse livro na biblioteca municipal da minha cidade; e devo dizer (com tristeza) que ele está um caco, todo rasgado, amassado e manchado, com a capa toda rachada. Mas o conteúdo continua excelente!
Ele é catalogado como um romance de horror, embora também não tenha me atemorizado.
Nele é contada a história de um triângulo amoroso, o jovem Arnie Cunninghan, sua garota Leigh Cabot, e Christine. Sim, nosso protagonista está apaixonado por seu carro; segundo Leigh, “carros são garotas”.
Arnie é o típico adolescente americano do final dos anos 70 (ou pelo menos como os americanos gostam de retratá-los); um bom rapaz, com problemas com matemática e dificuldades com garotas. E é claro, paixão por carros.
Na verdade ele só se apaixona mesmo, após conhecer Christine, um Plymouth Fury 1958 caindo aos pedaços. Ele compra um carro, por um preço que parece exorbitante para o melhor amigo de Arnie, Dennis, o reforma completamente, transformando um monte de sucata velha em um calhambeque de dar gosto.
Porem isso custa o bom relacionamento de Arnie com os pais e até com o melhor amigo. Arnie passa a se comporta de maneira diferente, aborrecendo e decepcionando aos pais e afastando Dennis. Este por sua vez descobre que Christine tem um passado sombrio, depois do enterro do antigo dono do carro – que morreu logo após a venda – ele conversa com o irmão deste, que revela como a filha e a esposa de seu irmão haviam morrido após a chegada de Christine.
Quando Christine já esta pronta para rodar novamente, Arnie conhece Leigh, uma bela garota de sua escola, e eles engatam um namoro. No entanto a bonança não deve durar, uma vez que Christine começa a atrapalhar a relação, e depois de tentar matar a moça (sem sucesso), eles acabam terminando.
A cada momento a presença e a influência de Christine ficam maiores, e em determinado momento ela começa a matar os inimigos de Arnie, numa clássica demonstração de amor. Porém a culpa acaba recaindo sobre Arnie e ele passa a ser investigado pela polícia.

8 comentários:

  1. Gosto muito do Stephen King, o único porém nos livros dele é que são cansativos. É necessário tempo para digerir cada parte! Parece ser legal, vou ver se consigo o livro.
    Bj

    ResponderExcluir
  2. É verdade Mari, em algum ponto os livros dele sempre se tornam dificeis de ler, mas no geral, são eletrizantes^^
    Obrigado!

    ResponderExcluir
  3. Ótima resenha Tauan!!!
    Eu ainda não li nada do Stephen King. Mas já vi esse e outros filmes baseados em seus livros.
    Um dia lerei...espero!
    Bjos!!!
    Andréia
    Sentimento nos Livros

    ResponderExcluir
  4. Esse livro é ótimo! Recomendo!
    Resenha muito boa!
    robsonbatt.blogspot.com

    ResponderExcluir
  5. Acabo de ler, muito bom, expetacularmente melhor que o Filme...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quem Leu o livro dificilmente consegue gostar do filme.

      Excluir
  6. Stephen King é um excelente escritor, porém a forma com que ele conduz a história é muito detalhista e o enredo acaba se desenrolando de forma cansativa e desgastante apesar dos seus textos serem extraordinários...

    ResponderExcluir