sábado, 9 de junho de 2012

A Batalha do Apocalipse - Eduardo Spohr

Este é um livro difícil de se desgrudar os olhos, um bom representante da literatura brasileira.
Há muitos e muitos anos no Paraíso Celeste um grupo de anjos guerreiros, amantes da justiça e da liberdade, desafiou os poderosos arcanjos. Expulsos, os renegados foram forçados ao exílio, e condenados a vagar pelo mundo dos homens até o juízo final.
Anos depois, o líder dos renegados é convidado por Lúcifer a se juntar às suas legiões na batalha do Armagedom, o embate final entre Céu e o Inferno.
Das ruínas da Babilônia ao esplendor do Império Romano; das vastas planícies da China aos gelados castelos da Inglaterra medieval, numa constante viagem entre passado, presente e o futuro o autor conta a história de como Yaweh, logo depois da criação, no sétimo dia, entra em um sono profundo e se acordará, supostamente, no dia do Juízo Final; deixando o mundo sob o comando dos cinco Arcanjos: Miguel, o príncipe dos anjos; Uziel, comandante dos exércitos de querubins; Rafael, que se exilou após a briga de seus irmãos arcanjos; Gabriel e Lúcifer, a estrela da manhã; e seus anjos subordinados.
Mas, nem tudo segue como programado pelo pai celestial, arquitetando o fim da humanidade Miguel põe em prática seus planos nefastos. Gradualmente os anjos insurgem de seu comando e se rebelam contra ele, de forma que na grande guerra do fim dos tempos ele tem que enfrentar dois exércitos inimigos, o exército de anjos caídos e demônios, liderados por Lúcifer; e o exército de anjos descontes com o governo celestial, liderados pelo ex-general dos querubins, Ablon.

3 comentários:

  1. Brasileiro? Sério?
    Que legal!

    ResponderExcluir
  2. Sério gente! Não entendi uma palavra desse livro. Ele é muito complicado

    ResponderExcluir
  3. Sério?
    Mas é tão tranquilo...

    ResponderExcluir