sexta-feira, 16 de julho de 2010

A Marca de uma Lágrima – Pedro Bandeira


O livro me foi indicado por uma amiga – obrigado Amanda! – eu me informei e descobri que se tratava de uma mistura de romance policial e drama adolescente. Peguei essa semana na biblioteca municipal e o devorei em uma tarde (ele não tem nem 100 páginas).
Ele começa com os dramas de uma adolescente, Isabel, com complexo de inferioridade, e para piorar tudo, sua melhor (talvez única) amiga começa a ficar com um primo de Isabel, que então era o seu grande amor. Ela se envolve no romance dos dois, e acaba ajudando-os; até escrevendo cartas de um para o outro por ambos.
Na segunda parte do livro, que é dividido em 3, acontece o suposto suicídio da diretora da escola de Isabel, é ela quem encontra o corpo, e é ela também quem começa a suspeitar de que se trata na realidade de um assassinato. Ela começa a juntar as peças do quebra cabeça, sem se esquecer do seu drama sentimental (afinal, a personagem é uma adolescente).
Com um pouco de ajuda de Fernando, um rapaz que estava interessado nela apesar de ela não querer nada, ela chega a um suspeito, que por ouvir o que a conversa dela com Fernando, mete os pés pelas mãos e a ameaça, comprovando sua culpa. Mas esse suspeito (o inspetor do colégio) é apenas um “pau-mandado” e conta para sua cúmplice o que ouviu e o que fez.
A assassina tenta matar Isabel, mas ela escapa e enquanto está “inconsciente”, chega à conclusão correta, e narra (mesmo estando desmaiada) o que aconteceu. A assassina tenta matá-la no hospital, mas Isabel é salva por Fernando. No final ela percebe que seu verdadeiro amor é Fernando, e por isso os dois casais são mantidos.
Para mim o ponto alto do livro é o desvendar do assassinato, o drama adolescente, não me agradou muito, pareceu meio forçado.

8 comentários:

  1. Pedro Bandeira é muito foda. É o autor da série 'os karas'... que inclui A Droga da Obediência e mais 3 obras.

    ResponderExcluir
  2. Com certeza, e meticulosamente falando, Manuca é um grande escritor de tudo. Reflexão das apologias dos homens são feitas com perspicácia.
    Estou te seguindo. Muito bom os comentários sobre as obras e os senhores delas.

    www.marcoscarneiropalavras.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Excelente escolha. Uma dica: deixe o suspense do desfecho no ar. Assim você incentiva a leitura de quem quiser saber como a história termina.

    http://deturistaaviajante.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  4. Ahh, esse livro é tão bonitinho...
    Eu o li quando tinha uns 13 anos (nem faz tanto tempo assim ;P)

    ResponderExcluir
  5. Obrigado:
    Pelo comentários, Marcos e Mi.
    Pelo elogio, Tia Maria.
    Pela dica, Silmara!!

    ResponderExcluir
  6. Eu li, e gostei muito do livro
    P.S. Eu fiquei curiosa da história, quando li o resumo neste site

    ResponderExcluir